Seguidores

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Mariano Dutra de Moraes

Foi um dos mais notáveis pioneiros destes sertões.Por volta de 1820 casou-se com D. Maria Antônia Claudina Dias Tostes, filha do Capitão Antônio Dias Tostes.Fixou-se nos arredores de Sarandira onde fundou  as fazendas de Santa Rosa e São Pedro.Foi homem de muito prestígio político.Foi Capitão da Guarda Nacional e destacou-se na revolução de 1842.Sempre com forte liderança nestes sertões, fundou o povoado de Nossa Senhora do Livramento de Sarandi- Sarandira-e muito se empenhou na construção da capela do lugar.
Faleceu no dia 5 de julho de 1852, com 57 anos de idade, sendo sepultado na capela em Sarandira. Deixou viúva e 14 filhos.
Com o seu falecimento, pouco depois da construção da sede da sesmaria de São Pedro,seu imenso patrimônio foi dividido por 14 herdeiros.A sede ficou com o filho Carlos Dutra de Moraes que a vendeu a Manoel Gervásio da Silva Fialho.Uma parte da sesmaria de Santa Rosa foi herdada pela filha Maria Gertrudes, casada com Marcelino Dias Tostes, fundando a fazenda de Pequiri, que cederia o seu nome ao povoado surgido entre 1878 e 1879.

Obs:
Se você tem mais dados sobre o assunto, por favor, mande-me por e-mail para que possa ser acrescentado a esta postagem ,sempre citando a fonte.

Texto extraído do livro  :Sertões do Rio Cágado- de Julio Cezar Vanni

Um comentário:

  1. Fico completamente confuso com as Familias Tostes e Dutra de Moraes. Minha bisavo foi Maria Gertrudes da Silva Braga, casada com Antonio Lopes Coelho de Vasconcellos Junior. Era filha de Candida Julia de Moraes Braga e Victorino da Silva Braga. O pai de Candida Julia de Moraes Braga foi Jose Ribeiro Tostes. Alguem sabe quem era a esposa de Jose Ribeiro Tostes? Eu sei que estas familias casavam-se entre si.
    Carlos Germano Ziviani Noronha de Vasconcellos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...